Contra o novo coronavírus, Alesp suspende eventos e sessões

Atualizado em 17/03/2020 15h52


Contra o novo coronavírus, Alesp suspende eventos e sessões

Os eventos coletivos e a visitação pública estão suspensos, a partir desta terça-feira, 17, por tempo indeterminado, na Assembleia Legislativa de São Paulo. As sessões ordinárias também serão suspensas, por tempo indeterminado, a partir de segunda-feira, 23.

A decisão, anunciada pelo presidente, deputado Cauê Macris, visa combater o contágio pelo novo coronavírus. Ela só será revista após as autoridades em saúde confirmarem que a contaminação está sob controle e que o convívio social pode ser retomado pelas pessoas.

Só poderão ter acesso à Assembleia os deputados, servidores, profissionais de imprensa, estagiários, menores aprendizes e prestadores de serviços. Serão observados todos os cuidados de saúde para que as pessoas possam frequentar o local.

Já os parlamentares com 60 anos ou mais ficam imediatamente desobrigados a exercer suas atividades. Servidores com mais de 60 anos, gestantes, lactantes e portadores de doenças crônicas poderão trabalhar em casa, sob orientações da chefia. 

Um comitê virtual de crise será instituído com a Mesa Diretora e os líderes partidários para acompanhamento e eventual deliberação de ações que dependam da atuação do Poder Legislativo. O recesso de julho será adiado para compensar as suspensões desse momento.

LICENÇA

Deputados e servidores que tenham feito viagens internacionais serão colocados em licença compulsória por sete dias, a contar do regresso. Nos casos de suspeita e confirmação de contaminação pelo novo coronavírus, o afastamento será de 14 dias.

As atividades administrativas da Casa não serão interrompidas. “Acompanhamos diariamente a questão do Covid-19 junto com a autoridade de saúde. Não há motivo para pânico, mas temos a responsabilidade de adotar, neste momento, medidas para reduzir o fluxo e pessoas na sede do Poder Legislativo e preservar a saúde das pessoas”, disse o presidente Cauê Macris.