Cauê Macris apresenta demandas de saúde ao Governo de SP

Atualizado em 16/09/2020 15h03


Cauê Macris apresenta demandas de saúde ao Governo de SP

O presidente da Assembleia Legislativa de São Paulo, deputado Cauê Macris, apresentou nesta quarta-feira (16) ao secretário de Estado da Saúde, Jean Gorinchteyn, as demandas do grupo Retina São Paulo, que busca difundir conhecimento sobre doenças hereditárias da retina e estruturar o atendimento na rede pública.

Uma equipe de trabalho será formada entre integrantes do grupo, da classe médica e da secretaria estadual, com acompanhamento do deputado, para discutir o assunto. Um projeto deverá ser elaborado e apresentado para que os pacientes possam ter acompanhamento e, ao mesmo tempo, ampliar informações das doenças.

“As doenças hereditárias e de origem genética são um grande desafio a toda a classe científica, médica e também aos pacientes. O grupo Retina SP tem ideias para estruturar o atendimento e vamos buscar toda possibilidade para que isso aconteça”, disse Cauê Macris.

Uma das doenças mais preocupantes é a retinose pigmentar, que causa a degeneração da retina, responsável por capturar as imagens que vemos. O doente tem perda gradual da visão, com dificuldade de enxergar à noite, pela lateral dos olhos (visão periférica), de ver cores e a visão central.

A doença é hereditária, progressiva e tem origem genética. O diagnóstico é feito geralmente em adolescentes e adultos jovens. De acordo com especialistas, a incidência é de um caso a cada 4.000 pessoas. Não há números exatos de doentes no Brasil ou no Estado de São Paulo.

“A reunião foi muito proveitosa e é um novo passo para avançarmos nas pesquisas e nos atendimentos. Nosso objetivo é que o conhecimento esteja ao alcance de todos e que possamos avançar nas pesquisas, na participação dos estudos para tratamentos e a cura dessas doenças”, disse Roseli de Souza Oliveira, vice-presidente do Retina SP.

O grupo surgiu há cerca de 20 anos como uma associação de pacientes. Atualmente, são 2.000 pessoas cadastradas. O Retina São Paulo ainda tem uma ação social chamada “Bengala Verde Brasil”, que visa atender pacientes carentes. Em convênio com a Prefeitura de São Paulo, eles distribuem alimentos, divulgam informações e conhecimento sobre a doença, e fazem a doação de bengalas.