Alesp registra 'salto tecnológico' com novo sistema de gestão

Atualizado em 03/03/2021 13h40


Alesp registra 'salto tecnológico' com novo sistema de gestão

O presidente da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, deputado Cauê Macris, implantou um sistema integrado de gestão que vai modernizar e agilizar a administração do Legislativo por meio de um salto tecnológico sem precedentes, que também reduzirá despesas.

O programa, batizado de "Alesp Moderna", foi apresentado na manhã desta terça-feira (2) por funcionários do setor financeiro da Casa no Plenário José Bonifácio. A cerimônia contou com a participação de Cauê e dos deputados Enio Tatto e Milton Leite, 1º e 2º secretários da Mesa Diretora, respectivamente.

A proposta é integrar as informações de diversas áreas em um software e tornar todos os processos mais eficientes e rápidos. O Alesp Moderna vai acabar com o retrabalho e eventuais erros causados pela alimentação manual de dados, garantir um controle interno mais rigoroso e tornar mais ágeis todos os procedimentos administrativos e financeiros da Casa, o que vai proporcionar também redução de custos.

A integração das informações vai facilitar a operação, o controle e a fiscalização das áreas de Contabilidade, Finanças, Fiscal, Planejamento Orçamentário, Compras e Contratações, Almoxarifado, Patrimônio e Gestão de Contratos.

A comunicação entre os diferentes setores vai permitir, por exemplo, um melhor planejamento de novas compras da Alesp, porque o sistema vai poder contabilizar sazonalidade de preços e demanda dos itens necessários ao funcionamento do Legislativo.

“Hoje demos um passo gigantesco para modernizar a administração da Alesp. O Alesp Moderna vai permitir que os gestores tenham acesso às informações de maneira instantânea para tomar as decisões com agilidade, sempre com o objetivo final de tratar com zelo o dinheiro público”, disse Cauê Macris.

A inovação segue a linha da tecnologia usada por órgãos como a Secretaria Estadual da Fazenda, Tribunal de Contas do Estado, Receita Federal e Secretaria do Tesouro, por exemplo.

O projeto foi especialmente concebido para a Alesp e conta com suporte técnico e capacitação dos servidores.

MODERNIZAÇÃO

O Alesp Moderna é mais uma das iniciativas do presidente para modernizar a gestão do Legislativo. Ano passado, Cauê lançou o ”Alesp Sem Papel”, que agiliza os procedimentos e reduz custos ao reduzir o uso de impressos.

Também em 2020, a Alesp firmou um convênio com a Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte que garantiu ao Parlamento Paulista o uso gratuito de um novo sistema de gestão de recursos humanos, o Legis RH - um sistema semelhante custaria algo em torno de R$ 15 milhões no mercado.